Cuidados básicos

Um bonsai é um ser vivo e necessita apenas 5 minutos da sua atenção diária! Ele pode viver saudável por várias gerações mas, para tal, tem de considerar algumas regras básicas.

 – LOCALIZAÇÃO –

A prática da arte bonsai baseia-se em técnicas horticulturais e na observação das espécies em tamanho real na Natureza. Em teoria dir-se-ia que não existem bonsai de interior (todas as árvores que conhecemos vivem no exterior a céu aberto). No entanto, algumas espécies oriundas de zonas tropicais não suportam os rigores do Inverno Europeu, tendo encontrado no interior das nossas casas um ambiente similar ao seu habitat natural. Falamos por exemplo de Serissas, Carmonas, Ficus, etc...

Exterior – Coloque o bonsai num local onde apanhe  pelo menos 2 a 3 horas de sol directo de preferência de manhã ou ao final do dia. No Verão proteja do sol forte resguardando os seus exemplares para zonas de sombra. Proteja dos ventos fortes. No Inverno proteja das geadas. Nunca coloque um bonsai de exterior dentro de sua casa como por exemplo uma Oliveira, uma Figueira ou uma Azálea. Eles necessitam de sentir o frio e o calor para completarem o seu ciclo vegetativo.

Interior – Espécies de origem tropical nomeadamente do sudoeste asiático encontram no interior das nossas casas temperaturas amenas e constantes que apreciam. Coloque o seu bonsai de interior o mais próximo de uma janela com muita luz, em que apanhe 2 a 3 horas de sol directo no início ou final do dia. Não filtre a luz solar com cortinas ou persianas. Não mantenha o seu bonsai junto de aparelhos como aquecedores, ventoinhas, ar-condicionado. Evite zonas de correntes de ar e se tem animais em casa assegure-se que não alcançam as suas árvores!

– REGA –

Não existe uma “receita” para a rega. A frequência com que terá de o fazer depende de vários factores. O conselho a seguir é regar abundantemente a terra até a água sair livremente pelos furos de drenagem do vaso. Passado uns minutos regar um pouco mais para assegurar que todo o torrão ficou húmido. Regue sempre por cima com um regador de ralos finos e não por imersão. Quando a camada superficial do solo começar a secar (muda de cor para uma aparência mais pálida e sente-se ao toque com os dedos), então, é esse o momento de regar novamente. Embora o bonsai ainda não mostre indícios de murchar, nesse momento a terra por baixo das raízes ainda estará com alguma humidade
No Inverno poderá estar vários dias sem necessidade de regar e no Verão poderá ter que fazê-lo 2 a 3 vezes num só dia.


Apenas regue o seu bonsai por imersão (submergir todo o vaso num recipiente com água) numa situação de emergência provocada por uma excessiva falta de água.

A rega excessiva pode ocasionar o apodrecimento das raízes. Um indicio de agua a mais é o aparecimento de "queimaduras" nas pontas das folhas

– NUTRIÇÃO –

Quando o solo é mudado o bonsai durante algum tempo obtém dele os nutrientes necessários ao seu crescimento. No entanto, dado o reduzido espaço do vaso rapidamente se esgotam os elementos que constituem o “alimento” do bonsai. É necessário administrá-los quinzenal ou mensalmente de Fevereiro a Novembro sob a forma de um fertilizante completo especial para bonsai diluído na água da rega ou sob a forma de pastilhas colocadas no solo que se desfazem progressivamente.

De Fevereiro a Outubro para espécies de exterior e todo o ano para o interior aconselha-se a utilização de um complexo vitamínico específico para bonsai para facilitar todos os processos químicos da planta que envolvam dispêndio de energia e “stress” causado por um transplante, uma doença ou uma praga.

Existem ainda Micronutrientes e formulações específicas para obter melhores resultados em bonsai que florescem e frutificam.

– PODA –

A poda de manutenção pode ser feita todo o ano e destina-se a manter o desenho e a silhueta do bonsai, sempre que existam novos crescimentos. A poda de transformação ou estrutural destina-se a reestruturar ou encurtar um exemplar eliminando pernadas antigas. Os cortes maiores deverão ser selados com uma pasta cicatrizante. Apenas se efectua no final do Inverno/início da Primavera ou Outono.

– TRANSPLANTE –

A cada 2 anos deverá ser renovado o solo do bonsai, podendo aproveitar esse momento para escolher um novo vaso. Transplantar não significa apenas mudar a terra, mas também podar as raízes que cresceram em dois anos e que provavelmente já ocupam todo o espaço disponível. É um momento crítico para a planta pelo que, durante um mês sensivelmente, terá de seguir determinadas regras até à recuperação do período pós-transplante. Antes de transplantar sozinho procure bastante informação ou recorra a alguém com experiência, já que por falta de conhecimento pode levar um bonsai à morte.

– FITOSSANIDADE –

Vigie constantemente as folhas (frente e reverso)  e troncos em busca de insectos picadores sugadores como pulgões, cochinilhas, aranhiços, etc... alguns são pequenos ao ponto de passarem despercebidos. Se identificar algum invasor recorra de imediato a um Centro Bonsai ou a alguém conhecedor que lhe possa indicar um produto específico para o combate.