Actividade Janeiro 2011

 

Esta actividade foi uma prova de que os portugueses até conseguem muito bem ser produtivos já que se tratou de um “3 em 1”

1.) Embalar na dinâmica de grupo para visitar um horto especializado – Iberbonsai em Ovar – que se encontra longe dos locais de residência da grande maioria dos sócios da ALB
2.) Aproveitar a oportunidade e adquirir algum material para a época dos transplantes que se avizinha (e não só)
3.) Rever um velho amigo e “pilar” da ALB que entretanto se mudou para o Norte: Henrique Leite

O dia começou bem cedo – de madrugada – para o Joaquim que teve que sair de Montemor, passar por Setúbal para apanhar o José e posteriormente a Azálea e o Ácer do Henrique que estiveram a passar umas férias no “Hotel del Sur” desde o congresso em que foram expostos.

Pouco depois começou a viagem dos amigos da Grande Lisboa com o Nelson a recolher o Alcino, o Carlos e o Pedro a caminho do ponto de encontro em Aveiras. Lá nos juntamos pelas 8:30h conforme planeado. Meia de leite, cafezinho, sandocha e lá íamos nós a caminho do Norte – parando brevemente na área de serviço de Santarém para recolher o último dos moicanos, o António.

Boa disposição, chuvinha, conversa, chuva, risos e chuviscos não faltaram durante a viagem e mal nos apercebemos já estávamos a chegar ao parque de estacionamento de um centro comercial em Sta. Maria da Feira – ponto de encontro que tínhamos escolhido para nos juntarmos ao Henrique. Outra velha conhecida também já lá nos esperava… a chuva.

Próximo da hora de almoço e consequentemente do encerramento temporário da Iberbonsai foi decidido irmos levar os dois Bonsai a casa do Henrique e ao mesmo tempo conhecermos o cantinho dele. Pouco depois estávamos sentados à mesa do restaurante a matar aquela que já desde o final da manhã nos parecia querer matar lentamente. Bem comidos e bebidos – tudo dentro dos limites por lei aceites – era hora de pedir a dolorosa… a “dolorosa” que afinal não era nada disso: por pessoa valeu tanto o almoço completo como o café e a sandocha na auto-estrada…

Como o Zé e a Ana ainda tiveram uns assuntos pessoais a tratar da parte da manhã os 3 (três) apenas se juntaram a nós da parte da tarde já na Iberbonsai. Para quem não conhece: bem mais familiar que a por nós conhecida Luso Bonsai em Pegões um pouco maior que o Museu de Bonsai em Sintra (apenas referências nos arredores de Lisboa). Tudo bem organizado, cerâmica, ferramenta, acessórios, bonsai e pre-bonsai em quantidades mais que suficientes e qualidade para todos os gostos e bolsos – apesar de se poder dizer que em geral os preços são bastante acessíveis a bons, já que a estrutura de custos a suportar também deverá ser inferior.

A tarde foi passada a apreciar, debater, escolher, opinar, a olhar para o tecto da estrutura (para ver se aguentava aquelas chuvadas mais fortes), a “mandar bitaites”, rir (muito), riscar da lista, somar e finalmente pagar seguido de chorar (um pouco)… O quêêê, já tão tarde?! Bora pessoal, ainda temos que levar o Henrique a casa e depois rumar a Sul. Antes de o deixarmos (até à próxima) o Henrique ainda nos mostrou um Horto convencional que foi igualmente uma inesperada surpresa positiva. Enooooorme, com imensas plantas e alguns cantinhos “menos cuidados” onde são encostadas aquelas mais “mal jeitosas” … exactamente como nós as gostamos J. Mas já não havia espaço no carro. Fica para outra altura.

 
Agora sim, estava na hora. Um grupo foi non-stop em direcção à capital o outro com uma paragem pela Mealhada para o famoso Leitãozinho…
Assim se passou mais uma actividade XXL da ALB com um resumo feito por todos os participantes em unisono: um dia muitíssimo bem passado!!
Agora mãos à obra e aplicar as compras efectuadas, que as plantas já estão a começar a mexer!
 
- Texto de Nelson Lopes.
- Fotos de Alcino Gonçalves.
- Edição de Daniel Silva.